Projetos de Extensão

Esta página contém os projetos de extensão desenvolvidos atualmente por professoras e professores do Núcleo. Para saber mais sobre projetos concluídos, acesse os respectivos currículos Lattes.

PROJETOS DE EXTENSÃO:

Prof. Dr. Adriano Beiras:

Psicologia e Segurança Pública – diálogos acadêmicos e profissionais para o aprimoramento das
ações referentes ao cargo de Psicólogo Policial  (2018 – 2019) 
(2020 – atual).

Descrição: Este projeto de extensão visa promover parcerias diretas de atuação, supervisões, capacitações e atividades integradas entre os psicólogos da polícia cívil e a UFSC, de forma a aprimorar as competências destes profissionais na instituição. Busca promover ações de extensão que auxiliem estes psicólogos a superar dificuldades, implementar novas ações e iniciativas na instituição. Serve como uma incubadora de ideias para discutir e aprimorar a atuação dos psicólogos na segurança pública, focando principalmente nas ações das delegacias de proteção a criança, mulher, idoso e adolescentes.

Objetivos: Promover ações de cooperação , capacitação , diálogos, trocas de conhecimentos e implementação de resultados de pesquisas e inovações da universidade para a segurança pública, focando na atuação
profissional de psicólogos polícias.

Integrantes: Adriano Beiras – Coordenador; Andréia Isabel Giacomozzi; Veronica Bem dos Santos; Camila Maffioleti Cavaler; Maiara Leandro; Bibiana Beck Garbero.

Práticas de Psicologia Social Jurídica no Escritório Modelo de Assistência Jurídica (EMAJ/UFSC) (2017 – Atual)

Descrição: O projeto de extensão tem o objetivo de desenvolver em conjunto com a equipe do EMAJ/UFSC um setor de atendimento Psicossocial, de modo a atuar nas demandas psicológicas em interface com a justiça nos casos de Direito de Família e temas relacionados a gênero e sexualidades, na cidade de Florianópolis. O projeto atua em três eixos principais, sendo eles: (a) plantão psicológico para casos envolvendo Direito de Família; (b) nas Mediações Familiares; e (c) no atendimento de casos envolvendo questões de gênero e sexualidade, com enfoque na população LGBT com violação de direitos humanos.

Objetivos: Busca-se atenuar impactos psíquicos das questões jurídicas atravessadas por questões familiares, de gênero e sexualidade, além de facilitar os encaminhamentos para a rede de atenção do território. Busca-se também fortalecer práticas não adversariais de resolução de conflito através de um trabalho interdisciplinar.

Integrantes: Integrantes: Adriano Beiras – Coordenador; Aline Beltrame de Moura; Clarindo Epaminondas de Sá Neto; Lucas Mentor de Albuquerque Nobrega; Vitória Nathália do Nascimento; Gustavo Vieira Nery; Lais Paganelli Chaud; Camila Maffioleti Cavaler; Luiz Carlos Espindola Júnior; Julia Polizeli Lobo.

Projeto ÁGORA: Grupos Reflexivos para Homens Autores de Violência contra Mulheres (2016 – atual)

Descrição: Este projeto centra-se na recomendação à atenção a homens autores de violência contra mulheres proposta na Lei Maria da Penha. Busca promover aprimoramentos teóricos, metodológicos e práticos aos serviços direcionados a este público. Constata-se que muito ainda que avançar-se neste tema no âmbito nacional para dar mais efetividade a lei. A ação proposta consiste em realizar possíveis capacitações, diálogos e parcerias com o Tribunal de Justiça de SC, de forma a auxiliá-los, como expertos, na realização de grupos de homens autores de violência contra mulheres, a partir de demanda judicial obrigatória do tribunal. Visa promover inicialmente grupos pilotos no SAPSI ( Serviço de Atendimento Psicológico), na UFSC, capacitando estudantes de graduação do departamento de Psicologia na facilitação grupal de grupos reflexivos de gênero, a partir das demandas do tribunal de Justiça. 

Confira também: Lista de iniciativas, programas ou grupos para homens autores de violência contra mulheres derivada de mapeamento nacional realizado pelo Margens e COCEVID (Período: 8/7/2020 a 9/10/2020).

Objetivos: Esta atividade de extensão universitária busca dar continuidade e fortalecer a linha de pesquisa e intervenção do grupo Margens – “Homens, Subjetividades e Violências”, que engloba atuações psicoeducativas, sócio comunitárias e também de saúde (em uma perspectiva coletiva, social e crítica), em uma atuação voltada às políticas públicas e aos diálogos interdisciplinares. 

Integrantes: Adriano Beiras – Coordenador; David Tiago Cardoso; Ana Luíza Casasanta Garcia; Gustavo Vieira Nery; Juliano Beck Scott; Camila Maffioleti Cavaler; Rodrigo Caio de Padula Novaes; Amanda Antunes Vieira; Matheus Calixto Corrêa; Ana Carolina Mauricio; Emerson Luiz Padilha Junior; Laura Cristina Caipa; Michelle de Souza Gomes Hugill; Poliana Ribeiro dos Santos; Ricardo Bortoli; Marcelo Volpato de Souza; Mayara de Abreu Stuepp Cardoso; Ricardo Luiz de Bom Maria.